Blog

Valorizando momentos de solidão depois da maternidade

4 abr , 2018  

27578818_153828762083379_7991675849877225472_n

Antes da maternidade chegar, lembro-me de não curtir momentos de solidão; gostava sempre de estar acompanhada!
Jamais saía de casa sozinha, sempre chamava alguma prima ou amiga para me acompanhar, engatava um namoro no outro pelo simples fato de não querer estar só e sempre quis estar rodeada do amigos!
Hoje sei que o que eu sentia era carência afetiva e talvez baixa estima que me impedia de enxergar que eu poderia ser a minha melhor companhia em momentos de solidão!

Atualmente eu amo fazer companhia para mim mesma, escutar o meu silêncio e prestar atenção aos meus pensamentos!
Ficar só me dá um gás para me fazer presente de corpo e alma quando estou em companhia!
Depois da maternidade até uma ida ao banheiro passa a ter plateia e momentos de solidão vão ficando cada vez mais raros!
E é nessa hora que você pensa: “eu só queria ficar sozinha por 30 minutos”, mas logo atrás desse pensamento vem culpa materna dizendo: “não existe ficar só, depois da maternidade”!
E assim você vai levando, mas acredite… todo mundo precisa ficar só, nem que sejam 30 minutos diários de solidão, introspeção ou reflexão e nesse momento podem acontecer duas coisas: “ou você vai amar a sua própria companhia ou você irá odiar!
A resposta vai dizer há quantas anda o seu amor próprio e autoestima!
Vai lá experimenta….sai para tomar um café, caminhe lentamente pelo seu bairro ou pratique meditação em um parque!
Seja lá qual for a sua escolha, não se culpe por sentir essa necessidade!
Existe uma frase do Carl Jung que diz: “sua visão se tornará clara somente quando você olhar para dentro. Quem olha para fora, sonha. Quem olha para dentro, acorda.”
Para saber o que quer é preciso olhar pra dentro e para que isso aconteça de forma satisfatória, é preciso de silêncio, solidão e a sua própria companhia!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *