Blog

MEDO INFANTIL

17 dez , 2015  

medo

Aqui em casa, os medos são bem poucos, praticamente temos medos naturais, algo condizente com as reações naturais de qualquer ser humano. Luigi, por exemplo, tem medo de ventanias e trovões, pelo menos por enquanto!

O medo surgiu após um vento noroeste, no qual ele nunca tinha visto, pois esse fenômeno é bem característico das cidades próximas ao mar, e moramos no litoral há pouco tempo! Ele ficou com muito medo e confesso que até eu fiquei…rsrs….Explicamos a ele, que o vendaval era um fenômeno da natureza e que estávamos seguros em casa, porém ele não se tranqüilizou com as argumentações e começou a chorar, dizendo que todos os seus amiguinhos da escola iriam sumir e o mar invadiria a cidade….

Depois do vendaval passar, ele se acalmou, porém, todas as vezes que isso acontece, e quem mora em cidades litorâneas sabe que isso acontece muitooooo, o medo reaparece e ele sai correndo fechando portas e se enfiando debaixo das cobertas!

Acho que no caso dos adultos devemos “SIM” enfrentar os nossos medos. Como diz a frase ” Se der medo, finge que tem coragem e vá com medo mesmo”. No caso das crianças, acredito que forçá-las a enfrentar seus medos pode piorar ainda mais a situação! Temos que ser pacientes e tentar na base da conversa amenizar o problema!

Existem também, pais que criam seus filhos com medo de tudo, e por muitas vezes transferem seus medos para os filhos. Isso é muito ruim, pois a criança pode se transformar em um adulto repleto de traumas e complexos.

Devemos sim, ensiná-los que fogo é perigoso, que “água no umbigo é sinal de perigo”, que eles não devem aceitar nada de estranhos e que não devem atravessar a rua sozinhos, mas essas explicações devem ser feitas com o intuito de instruí-los, e não amedrontá-los.

Final do ano está chegando e com ele vem o “Papai Noel” que muitas crianças acham lindo, querem chegar perto conversar e outras tem verdadeiro pavor do Sr Noel. Se seu filho for um desses, não obrigue o coitado a tirar foto, respeite o tempo dele! Os fogos de artifício da virada do ano também são um grande problema, no geral os adultos amam, mas as crianças ficam assustadas e forçá-las a participar disso pode trazer traumas futuros.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *